SURDEZ, COGNIÇÃO E MATEMÁTICA: PSICOPEDAGOGIA, EDUCAÇÃO ESPECIAL E INCLUSÃO
ebook

SURDEZ, COGNIÇÃO E MATEMÁTICA: PSICOPEDAGOGIA, EDUCAÇÃO ESPECIAL E INCLUSÃO

Editorial:
EDITORA APPRIS
ISBN:
9786525011165
Formato:
Epublication content package
DRM
Si
$69.00 MXN
IVA incluido

O livro Surdez, Cognição e Matemática procura fazer uma análise teórica das investigações sobre os processos de ensino-aprendizagem de conteúdos matemáticos associados ao raciocínio lógico e à resolução de problemas por parte do estudante surdo, utilizando a Língua Brasileira de Sinais (Libras). Em termos gerais, analisa-se de que maneira os processos cognitivos (raciocínio e resolução de problemas em matemática) são estimulados e como eles são desenvolvidos pelos docentes durante a atividade interativa com estudantes surdos. A pesquisa de caráter qualitativo que deu origem a este livro envolveu 10 (dez) estudantes surdos da escola especializada em Educação de Surdos, em Parintins (AM), utilizando como instrumento didático provocador a criação e implementação didática de uma tabuada intitulada Minha Tabuada em Libras, que tem como intenção favorecer e potencializá-la como suporte para que educadores desenvolvam outros mecanismos que viabilizem ainda mais a aprendizagem desses estudantes. Nesse percurso, aplicou-se o pré e pós-teste para fundamentar o objetivo da pesquisa, e ao mesmo tempo, comprovar se a aprendizagem dos estudantes em questão acontece nos mesmos níveis do estudante ouvinte. A pesquisa resolve o problema científico embasado em: "como se dá a aprendizagem de conteúdos matemáticos associados ao raciocínio lógico e à resolução de problemas do estudante surdo utilizando a Libras?". O referencial teórico que permite a elaboração do marco teórico para estruturar a pesquisa apresenta em primeiro lugar as ideias de Sternberg (2010) em relação aos processos cognitivos, língua, linguagem, língua de sinais e outros. Também é importante destacar os trabalhos de Gesser (2009), Chomsky (1975), Laborrit (1994) etc. São utilizados também materiais concretos que servem de aportes facilitadores à aprendizagem do estudante surdo, em especial, a Língua Brasileira de Sinais (Libras), necessária nos processos de comunicação, interação e desenvolvimento dos não ouvintes.